Musa do Eskorbuto

3 Dez

Apresento-lhes, Nena

A musa do Eskorbuto

Esta é a minha abuela Nena. Na foto ela estava com 19 anos, hoje continua um brotinho…mesmo aos 94! Achei que seria digno da minha parte falar um pouquinho dela.

Bom, se tem uma coisa que espanhol curte fazer é revolução. Meu pai costuma dizer que nos dias de sol enquanto todo mundo planeja um passeio no parque minha mãe abre a janela e diz ‘que belo dia para uma revolução’. Acredito eu, sem o menor embasamento teórico, que o punk foi muito bem aceito e usado em terras hispânicas por toda possibilidade sonora que a década de 80 implorava por lá. Acontecia a movida madrileña, movimento de contracultura espanhola do período pós franquista, que teve como ícone uma banda que visualmente você olha e pensa ‘uau, góticos?’. O Parálisis Permanente realmente eram obscuros, mas parece que de fato eles encoxavam a mãe no tanque.

Eu tinha alguma implicância com bandas punks que cantam em espanhol porque a língua não me soava bem. Mas passou, foi só um susto. A banda é bem legal, a mais clássica talvez, além da importância para toda uma cultura, geração e afins. Pena que acabou e de uma forma tão violenta quanto a expressão. O vocalista morreu num acidente de carro fodido. Eduardo Benavente é o Sid Vicious de Madrid.

Enquanto isso, ali no Nordeste espanhol…você quer revolução, amiguinhô? A Vó Palmirinha vai ti dá uma receitinhá. Anote aí:

5 colheres de sopa de uma cultura independente basca

3 músicos putos por terem que aceitar por questões territorais, logo economicas que pertencem a outro país

1 pitadinha a gosto de ETA expremido em músicas influenciadas pelo separatismo.

Pronto amiguinho, quando tiver beeeem quenti, você engole essa receita de rocambole de Eskorbuto de uma vez. Fica ótimo com uma saladeeeenha de folhas verdes.

Assim eu não vou dar aula de história, porque não tenho nem propriedade, nem paciência para isso, mas vale a pena dar uma pesquisada em qual é que é a do ETA, porque do País Basco você já deu uma conferida com o post da Isa, que eu sei. O Eskorbuto tinha influência política sim, mas não era só disso que se baseava para as composições, já que o Juanma, o baixista, tava de boa de discutir essas coisas nas músicas. Rolaram umas tretas em Madrid com censura. Mas também rolou uma tensão com o País Basco (faço os lugares de personagens e sou feliz.). Enfim, uma loucura punk. Mas gosto muito de Eskorbuto e escolhi uma música mei de viadin pra postar aqui pra que finalmente o título deste post faça algum sentido.

Não me aprofundei em nenhuma das duas bandas, porque eu queria só mostrar qual que era delas e isso aqui ficaria muiiito grande, mas depois eu falo com mais carinho e atenção de cada uma e sobre a movida madrileña.

glaup

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: